MarcioSaito.com Blackout Day – Stop SOPA


Advertisements

Esse é o Ano das Mídias Sociais em Negócios (você acredita?)


“We always overestimate the change that will occur in the next two years and underestimate the change that will occur in the next ten.”    Bill Gates

[This post originally written for IT Web http://itweb.com.br%5D

Perspectiva histórica: Email em 1995 era a Midia Social de 2012

Em 1993 eu já morava no Vale do Silício e comecei a usar minha primeira conta de email. Dois anos mais tarde, a AOL consolidou os provedores de Internet aqui nos EUA (e, logo depois, a UOL no Brasil) a grande maioria dos consumidores tinham acesso a Internet e Email.

Me lembro que a maioria das empresas proibiu o uso da Internet nos computadores corporativos sob o pretexto de que ela iria distrair os funcionários no trabalho e facilitar o vazamento de informações confidenciais da empresa.

É difícil imaginar hoje que, apenas 15 anos atrás, as empresas usavam memorandos impressos para comunicação interna e fax para trocar documentos com clientes e resistiam a adoção de Internet Email, que hoje é a base da comunicação corporativa.

Tecnologia muda mais rápido que as pessoas

Quem vive em tecnologia por mais de alguns anos já sabe que a história se repete. Uma nova tecnologia aparece (inovação), todo mundo fala e escreve sobre como ela vai mudar o mundo (hype), daí nada aparente acontece (frustração). Quando dá certo, a tecnologia mostra o valor e é adotada alguns anos depois.

Uma busca rápida mostra, por exemplo, que todo ano desde 2008 tem sido anunciado por analistas e outros oráculos como o “The Year of Cloud Computing”.

A Gartner (uma empresa de análise de mercado) modelou esse comportamento do mercado no que eles chamam de “Technology Hype Cycle”.

Mídias Sociais: Desconte a hype e prepare-se para o futuro

As mídias sociais se diferenciam de inovações voltadas para adoção por empresas (como o exemplo de Computação nas Nuvens). Como a Internet e comunicação por Email na década de 90, Mídias Sociais estão sendo adotadas pelos consumidores. Funcionários já usam ferramentas como Twitter e Facebook em casa (e, se a empresa não bloqueia, também no ambiente de trabalho).

Então, nesse caso, adaptar o negócio para a adoção da tecnologia não é uma decisão deliberada do CIO ou do departamento de TI. Ela ocorre de baixo para cima, trazida para a empresa pelos funcionários. Além de impactar produtividade, é também transformativa porque altera o comportamento e a comunicação entre as pessoas.

Como na década de 90, as empresas que acordarem para essa realidade mais cedo, vão começar a se capacitar e adotar tecnologias enquanto a mídia e os analistas se desapontam com a adoção pelo mercado. Quando o efeito transformativo se tornar evidente, não nesse ano, mas nos próximos 3 ou 4 anos, elas ganham vantagem competitiva.

Conclusão

Se você acha que toda a falação sobre mídias sociais transformando o mundo no ano passado era um exagero, você provavelmente estava correto. Agora é a hora de, enquanto o excitamento se desinfla, começar a investigar e capacitar o time para a adoção de mídias sociais em 2012.

É hora de desenvolver as parcerias de tecnologia e começar a implementar os sistemas para ter um feliz ano novo nos anos que vem pela frente.